SINCLAPOL

Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná


Facebook SINCLAPOL Twitter SINCLAPOL Filiar-me ao SINCLAPOL
Policial Civil

Divulgado o Almanaque Promoções- 2017.

Publicado pelo Conselho da Polícia Civil no Diário Oficial do Estado do Paraná nº 10051 de 19.10.2017, o Almanaque da Polícia Civil 2017 com a relação para fins de promoções nas diversas carreiras policiais civis.

A preocupação dos servidores é a corrida contra o tempo, pois faltam poucos dias para terminar o ano e para que o governador, Beto Richa edite o decreto de promoções. Na luta contra o tempo, torna-se necessário o esforço de todos os interessados para que o certame seja concluído ainda neste ano. Diante deste desafio, certamente a Polícia Civil sairá fortalecida.

Lembrando que a partir dessa publicação em Diário Oficial, existe o prazo para recurso de 10 dias. Portanto pedimos que os policiais que se sentiram prejudicados não percam este prazo.

Clique aqui para baixar o arquivo em PDF para conferir seu nome no Almanaque.

NOTA DE FALECIMENTO

      É com muito pesar que comunicamos o falecimento do Policial Civil, LUIZ CARLOS GUIMARÃES NEVES, Agente em Operações Policiais, lotado atualmente no Centro de Comunicações da Polícia Civil, vitima de atropelamento.

O velório será a partir e 11:00 horas na Capela do Cemitério Água Verde e o sepultamento às 17:00 horas no mesmo Campo Santo.


A família, nossos sentimentos.

OUTUBRO ROSA

Em uma ação conjunta, Sinclapol e União da Polícia Civil, juntamente com a Escola Superior da Polícia Civil, resolveram prestar homenagem ao Outubro Rosa.

Preocupados com a situação do câncer de mama que se alastra, a escola esta realizando palestra sobre a doença e de que forma pode ser feito o auto exame e como é feito o tratamento.

Em contrapartida os professores, alunos, funcionários, estagiários e até a direção da escola estarão usando camisetas doadas por estas entidades no sentido de divulgar o mês de outubro, escolhido para ser o mês de combate.

Estiveram presentes na entrega das camisetas o Vice Presidente Daniel Côrtes junto com o Diretor Rohanito Goes. Também participaram da entrega o vice diretor da Escola delegado Luiz Antonio Zavataro representando o Diretor Delegado Sebastião Ramos Neto que esta em viagem ao norte do Paraná, além de alunas e alunos que abraçaram a causa.

SINCLAPOL COMEMORA ABSOLVIÇÃO DE POLICIAIS MILITARES

A absolvição dos 13 policiais militares pelo Tribunal do Júri de Curitiba na última 2ª feira (9) também é motivo de satisfação para o Sinclapol e a categoria dos policiais civis. Este foi o maior julgamento do estado do Paraná considerando o número de réus e testemunhas arroladas. O julgamento teve a duração de seis dias.

No último dia, uma fila de interessados em acompanhar a decisão chegou a ser formada em frente ao Tribunal do Júri.

Os 13 policiais foram acusados de matar cinco suspeitos de roubar um carro. O roubo aconteceu em 2009, em Curitiba. A acusação envolveu 14 policiais. No entanto, um deles morreu. Os outros 13 foram réus no processo e absolvidos pelo Tribunal do Júri de Curitiba.

APRESENTADO PROJETO DE LEI.

Durante encontro com o secretário de segurança Wagner Mesquita, comunicamos também o afastamento do presidente André Luiz Gutierrez o qual assumiu a presidência do Cobrapol – Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, ficando no comando do Sinclapol, Fabio Rossi Barddal Drummond e Daniel Côrtes respectivamente presidente interino e vice-presidente.

Junto com os diretores, Manoel Afonso e Rohanito Goes entregaram ao secretário uma minuta de lei a qual foi elaborada pelo diretor jurídico do Sinclapol, Evandro dos Santos Baroto, com o apoio da diretora de assistência social, Ana Mion.

O projeto trata do aproveitamento de policiais aposentados para os serviços de cartórios e administrativos dentro das delegacias, sendo que foi recepcionado pelo senhor secretário com muita boa vontade.   

Circular sobre o feriado de Nossa Senhora padroeira do Brasil

Período de Plantão

O Sinclapol estará no período de 12 a 15 de outubro em regime de plantão. Os filiados poderão entrar em contato por telefone com a direção do Sindicato nos seguintes números: Daniel Luiz Côrtes, vice presidente, (41) 998381817; Evandro Baroto, diretor jurídico, (41) 998110080; Carlos Ribisnki Isla, diretor de esportes, (41) 992460961; Rohanito Navarro de Goes, diretor de assuntos parlamentares, (41) 996154937; Desiree da Camara Leal, secretaria geral, (41) 998381415; advogados do departamento jurídico; Naoto Yamasaki, 55(41)3024-4060 ou 55(41)9947-9866 e Milton Miró Vernalha Filho, 55(41)3024-4060 ou 55(41)99655222.

Período de Plantão

O Sinclapol estará no período de 12 a 15 de outubro em regime de plantão. Os filiados poderão entrar em contato por telefone com a direção do Sindicato nos seguintes números: Daniel Luiz Côrtes, vice presidente, (41) 998381817; Evandro Baroto, diretor jurídico, (41) 998110080; Carlos Ribisnki Isla, diretor de esportes, (41) 992460961; Rohanito Navarro de Goes, diretor de assuntos parlamentares, (41) 996154937; Desiree da Camara Leal, secretaria geral, (41) 998381415; advogados do departamento jurídico; Naoto Yamasaki, 55(41)3024-4060 ou 55(41)9947-9866 e Milton Miró Vernalha Filho, 55(41)3024-4060 ou 55(41)99655222.

Sinclapol em Manoel Ribas


Policiais Civis trabalhando 84 horas por semana e recebendo por 40. Quando seremos tratados como cidadãos brasileiros???

Sinclapol em Almirante Tamandaré


A quem interessa uma polícia fraca, engessada e inoperante em razão do desvio de atribuição??? Lugar de preso é na penitenciária, e lugar de Investigador é na rua, trabalhando para atender o cidadão.

NOTÍCIAS DO ESTATUTO DA POLÍCIA CIVIL.

Diretores do Sinclapol estiveram na Secretaria de Estado de Segurança Pública do Paraná cumprindo agenda com o secretário, Dr. Wagner Mesquita. Na pauta o tema considerado como um dos mais importantes para a categoria, o estatuto da Polícia Civil, hoje parado na Secretaria da Fazenda do Estado do Paraná, devido a impactos financeiros. Durante o encontro, o vice-presidente do Sinclapol, Daniel Côrtes sugeriu ao secretário o restabelecimento da comissão formadora do estatuto e explanou como o mesmo se encontra com os problemas identificados em reunião na SEFA.

Na época da elaboração do estatuto foi criada uma comissão, composta pelos presidentes SINCLAPOL, SINDIPOL, SIDEPOL e SEAP. Delegado geral, delegado corregedor e delegado geral adjunto.

A idéia é reunir todas as informações contrárias ao estatuto e retirá-las para que o mesmo seja enviado a Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). O secretário, Wagner Mesquita achou a idéia “excelente” e solicitou a Dra. Márcia Tavares, assessora civil da Secretaria de Segurança e participante da reunião, providências imediatas para elaboração de minuta da resolução convocando a comissão de análise. A idéia do senhor secretário é que em duas ou três reuniões se encerre todo o trabalho. “Ficamos satisfeitos, pois conseguimos colocar em movimento a tramitação do estatuto,” comentou o presidente em exercício, Fabio Barddal Drummond.

Barddal volta a lembrar que o estatuto tramita há quase 10 anos. “Construímos e não conseguimos chegar ainda na Assembléia Legislativa. A gente precisa que ele seja promulgado, vá para Assembléia Legislativa,seja votado, aprovado e implementado,” conclui.

ALMIRANTE TAMANDARÉ: PRAZO PARA TRANSFERÊNCIA DE PRESOS ESTÁ ESGOTADO.

Policiais da Delegacia de Polícia de Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba, solicitaram, na última quinta-feira (28) o auxílio do Sinclapol para colaborar com a solução da situação caótica, registrada na delegacia local. A equipe do Sindicato, integrada pelo presidente, Fabio Barddal e diretores, se deslocou até aquela cidade para fazer uma fiscalização sindical dos fatos envolvendo presos.

Interdição

Os membros da diretoria estiveram na Delegacia algumas horas antes da juíza da Comarca, Inês Marchalek Zarpelon, corregedora da Vara de Presídios de Almirante Tamandaré ter determinado a interdição total das celas que ficam na delegacia da cidade, com a retirada das grades de todas as celas visando proteger os presos e possibilitar as reformas necessárias na delegacia, que segundo a juíza, se encontram em condições “desumanas”.

Por determinação da corregedora, os presos que estão ali devem ser transferidos em 48 horas sob pena de multa diária de R$ 5 mil ao diretor do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná, Luiz Alberto Cartaxo. Um total de 26 presos está encarcerado na cadeia de Tamandaré, em um espaço com capacidade para somente seis pessoas.

Também ficou proibido pela corregedora o ingresso de qualquer preso na cadeia pública de Tamandaré até que o uso das celas da delegacia se encontre em condições legais.

Mesmo Objetivo

“Ficamos satisfeitos ao ver que o judiciário em Almirante Tamandaré concorda com nosso ponto de vista e tem o mesmo objetivo, tirar os presos das delegacias”, comenta Fabio Barddal Drummond, presidente do Sinclapol.

Para Fabio Barddal, a situação na cadeia de Almirante Tamandaré é mais um caso de total abandono e superlotação de presos, situação que vem sendo alertada há bastante tempo pelo Sinclapol. “O mais sério é que nenhuma cadeia de delegacia do Paraná cumpre a lei de execuções penais. Esta lei diz que as celas devem ter uma medida mínima e celas individuais, norma que não é aplicada em nenhum desses locais. Infelizmente, as delegacias são cubículos, calabouços superlotados de presos”, comenta.

Prazo Esgotado

O prazo de 48 horas para transferência de presos da delegacia de Tamandaré, determinado pela juíza, Inês Zarpelon, está praticamente esgotado e até agora, nenhuma providência foi tomada por parte do Depen. Os policiais encarregados daquela delegacia e a equipe do Sinclapol continuam aguardando alguma providência das autoridades.