SINCLAPOL

Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná


Facebook SINCLAPOL Twitter SINCLAPOL Filiar-me ao SINCLAPOL
Policial Civil

Policiais Civis do Paraná nas manifestações contra a PEC 287/16

Na última sexta feira (28/04), Policiais Civis de todo o Paraná junto aos Policiais Federais, Policiais Rodoviários Federais, Bombeiros Militares, Agentes Penitenciários, Guardas Municipais, integrantes da União dos Policiais do Brasil (UPB), participaram do movimento na manifestação da Praça Nossa Senhora de Salete, em frente à Assembleia Legislativa do Paraná, contra a “Reforma da Previdência” do governo Temer, a PEC 287/16, a PEC da maldade. A manifestação aconteceu mais uma vez nas principais cidades do Paraná, em todos os estados e no Distrito Federal.

O Sinclapol, junto com seus Delegados Sindicais em todo o Estado, garantiu mais uma grande adesão dos Policiais Civis, que “lutam” não só pelos seus direitos, mas pelos direitos de toda a população. Em Foz do Iguaçu, a mobilização se separou dos demais sindicatos e centrais, fazendo manifestação conjunta com todos os órgãos da segurança pública da Tríplice Fronteira, em frente a sede a Polícia Federal. Londrina, Cascavel, Toledo, Guarapuava, Ponta Grossa, Litoral, Curitiba e Região Metropolitana a paralisação foi geral. Em Curitiba, Policiais Civis participaram com outros sindicatos e centrais de trabalhadores, porém reunidos somente com profissionais da segurança pública.

“Mais uma vez conseguimos boa adesão em nossas manifestações por todo o Paraná, de modo pacífico e ordeiro, como sempre temos realizado. É muito importante a participação de todos nesse momento, inclusive da população, porque depois de aprovada a PEC 287 será tarde demais. Alguns reclamaram a participação junto com CUT e Centrais de Trabalhadores, mas o nosso foco é diferente do deles. Apenas o local era os mesmo, nos mantivemos junto com os profissionais de segurança pública e contra a PEC da maldade, que era o nosso objetivo”, declarou André Luiz Gutierrez, presidente do Sinclapol.

Foi uma manifestação convocada pela COBRAPOL e contra a PEC 287/16 e nesse quesito os Policiais Civis estão de parabéns, pois não é só o tempo de trabalho que os afeta, é o fim da ATIVIDADE DE RISCO, com a revogação do Artigo 40, § 4.º, Inciso II da Constituição Federal. “Todos estão perdendo direitos importantes com a reforma do governo Temer, que quer passar a conta para os brasileiros pagarem. O País precisa agora é de uma reforma política, com punição exemplar aos envolvidos nos escândalos financeiros. Força, Fé e União amigos, pois juntos somos invencíveis”, concluiu André Gutierrez.